Pular para o conteúdo
Inicio » +10 Cervejas argentinas Sabores naturais que refrescam!

+10 Cervejas argentinas Sabores naturais que refrescam!

O senhor já provou alguma vez cervejas argentinas? A Argentina é hoje uma das bebidas mais consumidas e que acompanha as mesas de todos aqueles que desejam acompanhar um bom prato, ou simplesmente desfrutar de um momento agradável na companhia de amigos. Estima-se que os argentinos consomem cerca de 43 litros de cerveja por ano e ficou demonstrado que dentro de suas preferências destaca a loira, portanto, não só a Argentina representa o Tango, a gastronomia e os vinhos. Mas eles também têm uma grande variedade de cervejas capazes de fazer suspirar os amantes dessa bela bebida.

10 Cervejas argentinas que você não pode deixar de beber

A Argentina tem 11 grandes cervejarias e mais de 700 microcervejarias em todo o seu território, que são responsáveis pela indústria cervejeira que a cada dia consegue se posicionar fortemente dentro das preferências dos consumidores. Trazemos-lhe, portanto, uma lista de cervejas argentinas que o senhor deve conhecer e que lhe farão apreciar com seu sabor e frescor.

Cerveja clássica Quilmes

Esta cerveja argentina é um ícone, é uma das favoritas de todos os argentinos que procuram refrescar seu paladar, é feita com ingredientes naturais que fazem dela um deleite que envolve o paladar. Tem uma cor amarelo dourado brilhante com um equilíbrio incrível entre o amargor do lúpulo e o sabor dos cereais que lhe dão o toque perfeito para agradar o paladar, seu teor alcoólico é de 4,9% e é um deleite que deve ser tomado muito frio.

Cerveja Imperial Cream Stout

Trata-se de uma cerveja especial e muito diferenciada, de estilo creme robusto, elaborada com ingredientes naturais e totalmente argentinos, apresenta uma cor escura profunda acompanhada de uma espuma cremosa de cor marrom claro e perfeito. Seu sabor tem o equilíbrio perfeito entre doce e amargo e seus agradáveis aromas de torradas e café fazem dele um deleite que fará seu paladar delirar.

Cerveja de Palermo

Trata-se de uma cerveja argentina com 100 anos de história, do tipo Lager, elaborada graças a uma seleção das melhores matérias primas que dão origem a uma cerveja suave, refrescante e única. Tem uma bela cor amarelo-pálido que é acompanhada de uma espuma suave e bastante branca. Seu sabor é sutil, delicado e deve ser bebido fresco para desfrutar de sua qualidade.

Patagônia Amber Lager Cerveja

A cerveja argentina Patagônia apresenta uma variedade capaz de seduzir o paladar dos paladares mais exigentes, sua proposta Amber Lager é a primeira e é feita com uma combinação de lúpulo patagônico e uma mistura de maltes finos que lhe dão uma cor avermelhada, aroma sutil e delicado acompanhado de um amargor suave que não é invasivo, no final deixa um tom tostado que encanta o paladar.

Isenbeck Märzenbier

Cerveja Trata-se de uma cerveja argentina fabricada usando apenas malte de cevada puro, lúpulo selecionado, fermento de raça alemã e água sem nenhum aditivo químico ou conservante. É uma cerveja reconhecida internacionalmente graças a seu sabor e qualidade. É do tipo Lager e apresenta uma cor avermelhada acompanhada de uma agradável espuma branca, seu sabor maltado a torna uma cerveja robusta com notas tostadas e com uma doçura residual que termina com um acabamento agradável.

Cerveja Schneider

É uma cerveja de tradição alemã criada em 1912 do tipo Lager, fabricada com água, cevada maltada, cereais não maltados e lúpulo. É uma loira refrescante e, ao mesmo tempo, saborosa. Tem um equilíbrio perfeito entre sua cor amarelo-pálido, amargor, espuma branca e álcool, que é de 4,7%. Uma boa escolha quando se trata de desfrutar do frescor que pode gerar para saciar o calor durante os dias de verão.

Santa Fe Stout Cerveja Extra

É uma cerveja criada para aqueles paladares que procuram experimentar novos sabores e experiências, cor preta com grande corpo, espuma cremosa e um sabor distinto. Ele combina notas leves de café com a doçura dos maltes torrados e o suave amargor do lúpulo, que o tornam uma grande escolha quando se trata de apreciar diferentes sabores e qualidades.

Cerveja Salta Loira

Trata-se de uma cerveja argentina estilo Lager, fabricada com água, malte de cevada e lúpulo selecionado, que tem um teor alcoólico de 4,7%, o que a torna fresca. Apresenta uma cor dourada intensa, acompanhada de uma espuma persistente que a torna marcante, seu sabor é harmonioso, suave e equilibrado. Ele contém um aroma com notas frutadas e de cereais que lhe dão o toque perfeito para desfrutar com os amigos durante as tardes quentes.

Antares India Pale Ale Cerveja

É uma cerveja argentina estilo IPA de muito boa qualidade feita com lúpulo americano, tem uma cor âmbar cristalina acompanhada de uma pequena coroa de espuma branca que não dura muito tempo, seu sabor é bastante amargo, ideal para os amantes desse tipo de cerveja. Tem um teor alcoólico de 6,6% e um aroma cítrico que lhe dá o toque perfeito para desfrutar com sua alta qualidade, portanto, se o senhor gosta de cervejas amargas, não pode perder essa delícia.

Cerveja North Porter Beer

É uma cerveja ideal para os amantes de diferentes sabores. É fabricada com uma combinação de maltes torrados que lhe dão o equilíbrio perfeito entre o amargo e o doce. Distingue-se por sua cor intensa que é acompanhada de uma espuma cremosa, um sabor delicioso e um amargo delicado que a tornam muito especial e delicada.

Origem e História da Cerveja Argentina

A história da cerveja na Argentina tem pouco mais de dois séculos e meio, pois em toda a América Latina sua influência é gerada pelos europeus que foram distribuídos por toda a Argentina procurando ganhar dinheiro. Alemães e britânicos eram os principais consumidores das cervejas que chegavam em navios em solo argentino, depois foram os mesmos argentinos que gradualmente se juntaram a esse hobby. caption id=”attachment_4357″ align=”aligncenter” width=”1024″] História que transcende no tempo[/capítulo] No século XVIII começaram a surgir pequenas cervejarias, que seriam fundadas por emigrantes ligados a cervejarias européias. Motivados pelas longas distâncias, a falta de gelo para refrigerar as cervejas durante a transferência e as más comunicações motivaram as diferentes localidades a criar cervejarias para abastecer os locais. Os maltes usados para fabricar as cervejas, assim como o lúpulo, eram importados, mas anos depois algumas cervejeiras começavam a aproveitar a estrada de ferro para vender e posicionar suas cervejas e assim começavam a desenvolver culturas nativas de cevada e lúpulo. De acordo com alguns registros, em 1738 a primeira cervejaria foi estabelecida na atual Rua Moreno, antiga São Francisco, na cidade de Buenos Aires, depois são levantados outros registros que estão acrescentando novas cervejarias ao longo da história, que tiveram forte influência alemã e inglesa. Atualmente a cerveja na Argentina tem grande aceitação e milhares de pessoas apreciam os diferentes sabores que foram desenvolvidos e muitas cervejarias que também surgiram de maneira artesanal, enchendo o mercado de sabor e qualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.